From 1 - 10 / 20
  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre mais chuvoso, fornecido por município, em um período de 29 anos para o estado da Paraíba. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE, 2016. A interpolação de dados foi realizada usando a metodologia descrita por Oliver&Webster, 2014, sendo preparados os mapas da krigagem ordinária para estimativa de valores nos municípios que não apresentaram dados meteorológicos registrados. As validações foram realizadas com informações de diversas fontes incluindo INMET, CPRM, IBGE, INPE, Embrapa Algodão, bem como artigos científicos, dados de secretarias de estado e/ou município, e também notícias das época trabalhadas. IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INMET (Instituto Nacional de Meteorologia); INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido), CPRM (Serviço Geológico do Brasil). Links úteis: Oliver&Webster, 2014: https://doi.org/10.1016/j.catena.2013.09.006, IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:1.500.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017); Embrapa Algodão(2012).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado do Rio Grande do Norte em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações dentro dos limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), IGARN (Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:1.500.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado do Ceará em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações dentro dos limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:2.500.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre mais chuvoso, fornecido por município, em um período de 29 anos para o estado de Pernambuco. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE, 2016. A interpolação de dados foi realizada usando a metodologia descrita por Oliver&Webster, 2014, sendo preparados os mapas da krigagem ordinária para estimativa de valores nos municípios que não apresentaram dados meteorológicos registrados. As validações foram realizadas com informações de diversas fontes incluindo INMET, CPRM, IBGE, INPE, Embrapa Algodão, bem como artigos científicos, dados de secretarias de estado e/ou município, e também notícias das época trabalhadas. IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INMET (Instituto Nacional de Meteorologia); INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido), CPRM (Serviço Geológico do Brasil). Links úteis: Oliver&Webster, 2014: https://doi.org/10.1016/j.catena.2013.09.006, IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 2:400.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017); Embrapa Algodão(2012).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre mais chuvoso, fornecido por município, em um período de 29 anos para o estado de Alagoas. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE, 2016. A interpolação de dados foi realizada usando a metodologia descrita por Oliver&Webster, 2014, sendo preparados os mapas da krigagem ordinária para estimativa de valores nos municípios que não apresentaram dados meteorológicos registrados. As validações foram realizadas com informações de diversas fontes incluindo INMET, CPRM, IBGE, INPE, Embrapa Algodão, bem como artigos científicos, dados de secretarias de estado e/ou município, e também notícias das época trabalhadas. IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INMET (Instituto Nacional de Meteorologia); INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido), CPRM (Serviço Geológico do Brasil). Links úteis: Oliver&Webster, 2014: https://doi.org/10.1016/j.catena.2013.09.006, IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:1.100.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017); Embrapa Algodão(2012).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado de Pernambuco em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações dentro dos limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), APAC( Agência Pernambucana de Águas e Clima) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:2.400.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado do Piauí em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações dentro dos limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:3.500.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado da Paraíba em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações de limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), AESA(Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:1.500.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre mais chuvoso por município, em um período de 29 anos para a região semiárida brasileira. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais do semiárido fornecidos pelo acervo da Embrapa Algodão, 2012 e de mapas disponíveis no IBGE, 2016. A interpolação de dados foi realizada usando a metodologia descrita por Oliver&Webster, 2014, sendo preparados os mapas da krigagem ordinária para estimativa de dados dos municípios que não apresentaram dados meteorológicos registrados. As validações foram realizadas com informações de diversas fontes incluindo INMET, CPRM, IBGE, INPE, Embrapa Algodão, bem como artigos científicos, dados de secretarias de estado e/ou município, e também notícias das época trabalhadas. IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido), CPRM (Serviço Geológico do Brasil). Links úteis: Oliver&Webster, 2014: https://doi.org/10.1016/j.catena.2013.09.006, IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:6.000.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017); Embrapa Algodão(2012).

  • Categories  

    Base vetorial representando o trimestre menos chuvoso por município no estado de Sergipe em um período de 29 anos. Shapefile preparado pela Embrapa Algodão no QGis, usando delimitações territoriais de mapas disponíveis no IBGE. As validações foram realizadas com informações dentro dos limites do semiárido contidas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografía e Estatística), INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e INSA (Instituto Nacional do Semiárido) com a classificação do semiárido de acordo com suas limitações topográficas e de solo, bem como a aptidão agrícola do mesmo. Links úteis: IBGE: https://mapas.ibge.gov.br/tematicos; INPE: http://bancodedados.cptec.inpe.br; INSA: http://sigsab.insa.gov.br/acervoDigital Escala: 1:1.000.000. Adaptado de: IBGE (2016); CPRM (2016); INPE (2017).