From 1 - 10 / 964
  • Categories  

    Este plano de informação representa a distribuição espacial do limite superior (p=0.05) da predição da salinidade (condutividade elétrica) do solo (dS/m) a 30-100 cm do Brasil. Foram produzidos por mapeamento digital de solos a partir de dados legados de solos, covariáveis geoespaciais disponíveis gratuitamente e software livre. Eles foram produzidos como parte integrante do Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos do Brasil (PronaSolos) e comporão o Mapa Global de Solos Afetados por Sais da Aliança Mundial pelo Solo. O relatório técnico anexado aos mapas apresenta a metodologia usada, estatísticas dos dados e mapas produzidos, índices de erro das predições, forma de citação dos mapas e aviso sobre o seu uso. Agradecemos aos provedores dos dados de solos, covariáveis geoespaciais e software usados. Perguntas e sugestões para melhorar a qualidade desses mapas são bem-vindas. O mapa possui resolução espacial de 1km. As camadas em formato raster e o relatório técnico estão disponíveis no link <http://geoinfo.cnps.embrapa.br/documents/2911>.

  • Categories  

    Este plano de informação representa a distribuição espacial do Zoneamento agroecológico para abacaxi no município de Aquidauana, Mato Grosso do Sul. Escala 1:100.000.

  • Categories  

    Este mapa representa a distribuição espacial da aptidão para cana-de-açúcar irrigada sob o sistema localizada para o assentamento Salitre , município de Juazeiro, Bahia.

  • Categories  

    Este mapa representa a distribuição espacial dos solos do estado do Ceará, anterior ao Sistema Brasileiro de Classificação de Solos.

  • Categories  

    Este plano de informação representa a distribuição espacial do Zoneamento agroecológico do município de Bela Vista, Mato Grosso do Sul. Escala 1:100.000.

  • Categories  

    Este mapa representa a distribuição espacial da aptidão agrícola para cultura da cana-de-açúcar no estado de Minas Gerais. Escala 1:1.200.000.

  • Categories  

    Este plano de informação representa a distribuição espacial do limite inferior (p=0.05) da predição do índice de severidade (grau) da salinidade/sodicidade do solo a 30-100 cm do Brasil. Foram produzidos por mapeamento digital de solos a partir de dados legados de solos, covariáveis geoespaciais disponíveis gratuitamente e software livre. Eles foram produzidos como parte integrante do Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos do Brasil (PronaSolos) e comporão o Mapa Global de Solos Afetados por Sais da Aliança Mundial pelo Solo. O relatório técnico anexado aos mapas apresenta a metodologia usada, estatísticas dos dados e mapas produzidos, índices de erro das predições, forma de citação dos mapas e aviso sobre o seu uso. Agradecemos aos provedores dos dados de solos, covariáveis geoespaciais e software usados. Perguntas e sugestões para melhorar a qualidade desses mapas são bem-vindas. O mapa possui resolução espacial de 1km. As camadas em formato raster e o relatório técnico estão disponíveis no link <http://geoinfo.cnps.embrapa.br/documents/2915>.

  • Categories  

    Os vetores (polígonos) são resultados do cruzamento de bases cartográficas (atributos) interpretados de solos, geologia (litologia), relevo (declividade e hidrografia) e clima (precipitação pluvial) da microrregião de Arapiraca, no semiárido do Estado de Alagoas com os parâmetros técnicos de construção de barragens subterrâneas (BSs). Tem o objetivo de identificar as áreas com os potenciais mais favoráveis à construção de BSs, que é uma tecnologia de coleta e armazenamento de água de chuva. Reúne uma área de 1.306 km2 e abrange 5 municípios da mesorregião do Agreste alagoano (Arapiraca, Coité do Nóia, Craíbas, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa). O mapa, produzido na escala 1:100.00, é resultado da ação participativa e integrada das equipes da Embrapa Solos UEP Recife, Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), Governo do Estado de Alagoas por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos e Hídricos (SEMARH) e Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com diversas instituições apoiadoras. Os atributos ambientais tiveram como base o ZAAL (Zoneamento Agroecológico do Estado de Alagoas - Santos et al., 2013), o mapa geológico do Estado de Alagoas da CPRM (2016), dados climáticos obtidos em diversas estações pluviométricas (ANA, Agritempo, SUDENE e SEMARH) além de serem utilzadas imagens do SRTM (NASA, 2017), que permitiram gerar informações planialtimétricas (declividade) e de hidrografia (rede de drenagem).

  • Categories  

    Este mapa representa a distribuição espacial dos solos do centro nacional de pesquisa de Milho e Sorgo, município de Sete Lagoas - MG, de acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS, 1999). Escala 1:25.000.

  • Categories  

    Este plano de informação representa a distribuição espacial do zoneamento agroecológico para eucalipto no município de Jaraguari, Mato Grosso do Sul. Escala 1:100.000.