Creation year

2011

15 record(s)
 
Type of resources
Available actions
Topics
Categories
Keywords
Contact for the resource
Provided by
Years
Representation types
Update frequencies
status
Scale
From 1 - 10 / 15
  • Categories  

    A Malha Viária Digital do Estado de Rondônia, edição de outubro/2010 - Escala 1:20.000 para zona rural e 1:10.000 para zona urbana, representa, atualmente, a informação mais atualizada sobre as vias de acesso do Estado. O projeto foi desenvolvido e executado pelo Sistema de Proteção da Amazônia -SIPAM-CR-PV, iniciado no ano de 2004, compreendendo a execução do levantamento de campo por rastreamento com equipamento GPS Topográfico, com apoio financeiro e logística em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE/UE/RO, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA/SR/17, Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral - SEPLAN/RO e Departamento de Estradas de Rodagem de Rondônia – DER/RO, com participações especiais de algumas prefeituras municipais e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBIO/RO. O levantamento contemplou de forma precisa, o traçado representativo cartográfico e a identificação das estradas Federais, Estaduais e Municipais, com seus trechos pavimentados e não pavimentados, devidamente classificados em separado, contemplando preferencialmente a zona rural dos 52 municípios do Estado de Rondônia. O trabalho compreendeu também o rastreamento pontual/estático da localização geográfica de centenas de pontos e/ou locais de referência, tais como: Estabelecimentos comerciais; Estabelecimentos Industriais; Escolas; Igrejas; Postos de saúde; Povoados; Lugarejos; Pontes e Bueiros sobre os principais rios; Usinas geradoras de energia elétrica; Nome de algumas propriedades rurais, etc., entre outros. Consta também, o levantamento de várias pistas de pouso. A utilização digital das informações levantadas e cartografadas favorecem os trabalhos de georreferenciamento de imagens por satélite e auxiliar futuros trabalhos de correção na representação cartográfica de limites municipais. Os dados levantados compõem a Base Cartográfica digital do Estado de Rondônia e se constitui num importante suporte para o planejamento e execução de ações públicas sociais e de operações de campo, como também serve de base para cálculo de recursos públicos financeiros destinados aos municípios, em razão da quilometragem de estradas existentes em cada um. Favorece o entendimento da realidade econômica do Estado, servindo ainda, de guia rodoviário de precisão. O levantamento teve início no mês de março de 2004 e se estendeu até o mês de outubro de 2010, compreendendo 553 dias de serviço de campo. Obviamente, considerando o intervalo de tempo desde o seu inicio, e a constante abertura de novas estradas e expansão populacional rural em alguns municípios, certamente existirão novos elementos que não estão representados nesta edição. Desta forma, pretendemos planejar e executar algumas missões de campo para levantamento de revisão/atualização em alguns municípios, principalmente no tocante às estradas construidas ou pavimentadas recentemente. Apesar de termos levantado algumas vias urbanas em algumas cidades e vilas, não foi o objetivo original deste projeto. Portanto, é importante esclarecer que os trabalhos, preferencialmente, concentraram-se na zona rural dos municípios.

  • Categories  

    As imagens de satélite ortorretificadas correspondem às cenas referenciadas a um sistema de coordenadas, corrigidas geometricamente com pontos de apoio de campo e ortorretificadas com modelos digitais de elevação para correção de relevo. As imagens estão em formato Geotiff com 4 bandas espectrais de 8 bits cada.

  • Categories  

    Resumo descritivo do recurso do tipo CDG ou série do SCN

  • Representação dos diagnósticos e indicadores dos serviços de água, esgotos e resíduos sólidos dos municípios da região, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento - SNIS.

  • Categories  

    As imagens de satélite ortorretificadas correspondem às cenas referenciadas a um sistema de coordenadas, corrigidas geometricamente com pontos de apoio de campo e ortorretificadas com modelos digitais de elevação para correção de relevo. As imagens estão em formato Geotiff com 4 bandas espectrais de 8 bits cada.

  • Categories  

    Bases cartográficas do zoneamento de vulnerabilidade ambiental à mineração de Encosta no Arenito Urucuia, norte de Minas Gerais, com base técnicas de análise espacial

  • Categories  

    O Serviço Geológico do Brasil SGB/CPRM integra o Programa Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres do Governo Federal ( PPA 2012- 2015), tendo como atribuição mapear áreas de risco geológico, classificadas como muito alto e alto, relacionadas, principalmente, com movimentos de massa e inundações, em 821 municípios brasileiros prioritários. As informações levantadas pela CPRM são disponibilizadas para o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN (MCTI) para subsidiar a emissão de avisos e alertas meteorológicos, e para o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres – CENAD (MI), para a emissão de alertas para as Defesas Civis estaduais e municipais visando ações de prevenção e resposta frente aos desastres naturais. O município de Rio Branco foi setorizado pela equipe técnica da CPRM, ao longo de 2011, onde foram identificados 22 setores de risco muito alto e alto para processos de enchente,inundação e rastejo.

  • Categories  

    As imagens de satélite ortorretificadas correspondem às cenas referenciadas a um sistema de coordenadas, corrigidas geometricamente com pontos de apoio de campo e ortorretificadas com modelos digitais de elevação para correção de relevo. As imagens estão em formato Geotiff com 4 bandas espectrais de 8 bits cada.

  • Categories  

    As imagens de satélite ortorretificadas correspondem às cenas referenciadas a um sistema de coordenadas, corrigidas geometricamente com pontos de apoio de campo e ortorretificadas com modelos digitais de elevação para correção de relevo. As imagens estão em formato Geotiff com 4 bandas espectrais de 8 bits cada.

  • Categories  

    O arquivo geográfico denominado VEN 2018 é um desdobramento do arquivo geográfico denominado Transporte Aquaviário. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ atualiza, bienalmente, desde 2011, a matriz hidroviária de origem e destino (O/D) das cargas e passageiros em trânsito nas vias aquaviárias interiores economicamente navegadas. Considera-se Via Aquaviária Interior Economicamente Navegada (VEN) aquela na qual há ocorrência de transporte por Empresa Brasileira de Navegação (EBN) ou empresa estadual, na prestação do serviço longitudinal de cargas, de passageiros ou misto (passageiros e carga).