Creation year

2012

13 record(s)
 
Type of resources
Available actions
Topics
Categories
Keywords
Contact for the resource
Provided by
Years
Representation types
Update frequencies
status
Scale
From 1 - 10 / 13
  • Categories  

    Apresenta-se uma base SIG atualizado de solos da Bacia do Rio Paracatu em 1:250.000.

  • Categories  

    Apresenta-se uma base SIG atualizado de solos e de aptidão agrícola da Bacia do Rio Paracatu em 1:250.000.

  • Categories  

    Apresenta-se uma atualização do mapa geomorfológico da Bacia do Rio Paracatu em 1:250.000.

  • Categories  

    O Serviço Geológico do Brasil SGB/CPRM integra o Programa Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres do Governo Federal ( PPA 2012- 2015), tendo como atribuição mapear áreas de risco geológico, classificadas como muito alto e alto, relacionadas, principalmente, com movimentos de massa e inundações, em 821 municípios brasileiros prioritários. As informações levantadas pela CPRM são disponibilizadas para o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN (MCTI) para subsidiar a emissão de avisos e alertas meteorológicos, e para o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres – CENAD (MI), para a emissão de alertas para as Defesas Civis estaduais e municipais visando ações de prevenção e resposta frente aos desastres naturais. O município de Atalaia do Norte foi setorizado pela equipe técnica da CPRM, ao longo de 2012, onde foram identificados 4 setores de risco alto para processos de enchente,inundação, deslizamento, tombamento e solapamento.

  • Categories  

    A Base Hidrográfica Ottocodificada (BHO) utilizada pela ANA na gestão de recursos hídricos é obtida a partir do Mapeamento Sistemático Brasileiro. A BHO é gerada a partir da cartografia digital da hidrografia do país e organizada de modo a gerar informações hidrologicamente consistentes. Para tanto, a BHO representa a rede hidrográfica em trechos entre os pontos de confluência dos cursos d'água de forma unifilar. Cada trecho é associado a uma superfície de drenagem denominada ottobacia, à qual é atribuída a codificação de bacias de Otto Pfafstetter. Uma característica essencial dessa representação é ser topologicamente consistente, isto é, representar corretamente o fluxo hidrológico dos rios, por meio de trechos conectados e com sentido de fluxo.

  • Este plano de informação representa a distribuição espacial dos solos da microbacia do Pito Aceso, de acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS, 2006).

  • Este plano de informação representa a distribuição espacial dos solos do médio alto curso do rio grande (Município de Bom Jardim), região serrana do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS, 2006).

  • Representação dos diagnósticos e indicadores dos serviços de água, esgotos e resíduos sólidos dos municípios da região, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento - SNIS.

  • Este plano de informação representa a distribuição espacial da aptidão agrícola das terras do médio alto curso do rio grande (Município de Bom Jardim), região serrana do Estado do Rio de Janeiro.

  • Categories  

    O arquivo geográfico denominado Transporte Aquaviário é vetorial, do tipo linha e tem o objetivo de representar os principais rios, potenciais e efetivos trechos de navegação em águas interiores e projeções de navegação marítima em trechos no mar territorial brasileiro e em outros mares. A base foi construída a partir de informações oriundas de distintas bases, como a Base Hidrográfica Ottocodificada 1:250.000 (BHO250) e HINTEGRADA 1:1.000.000 da Agência Nacional de Águas e Massa D’Água (BCIM 1:250.000, versão 2017). O arquivo foi desenvolvido para os trabalhos do projeto “Plano Nacional de Integração Hidroviária – PNIH”, entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), finalizado em 2012. A base sofreu algumas atualizações após o projeto finalizado visando ajustes nos percursos dos trechos hidroviários e inserção de novos trechos, principalmente nas navegações de Longo Curso e Cabotagem.