Creation year

2018

40 record(s)
 
Type of resources
Available actions
Topics
Categories
Keywords
Contact for the resource
Provided by
Years
Formats
Representation types
Update frequencies
status
Scale
From 1 - 10 / 40
  • Categories  

    Esta camada possui as coordenadas dos Vazadouros no Estado do Rio de Janeiro Consulte também: https://arcg.is/0zWyDe

  • Categories  

    Dados referentes às concentrações de sólidos totais e nutrientes – Nitrogênio e Fósforo – nos principais Rios que desaguam na Baía da Ilha Grande. Dados coletados pela equipe CEBIO/UERJ.

  • Categories  

    O Volume Específico mensura a capacidade de provimento de água em mananciais naturais explorados para o abastecimento. Corresponde à razão entre a vazão média anual em um dado ponto de amostragem – medida durante o período de estiagem - e a área de drenagem contribuinte com relação a este ponto, sendo mensurada em milímetros (mm). O volume específico é obtido a partir dos dados de vazão diária monitorados em dois rios localizados no território da Baía da Ilha Grande: o Mambucaba e o Perequê-Açu. Coletas e organização dos dados brutos efetuados pela Equipe CEBIO/UERJ.

  • Categories  

    Dados de densidade de recrutas (colônias jovens) de corais da espécie Mussismilia hispida (indivíduos/m²) com base em coletas efetuadas na Baía da Ilha Grande sob contratação do Projeto de Gestão integrada da Baía da Ilha Grande – Projeto BIG – CGP/BRA/078/GFF. Coletas e organização dos dados brutos efetuados pela Equipe CEBIO/UERJ.

  • Categories  

    Dados referentes à ocorrência de imposex em indivíduos de Stramonita haemastoma (Gastropoda) coletados em 22 pontos da Baía da Ilha Grande - BIG, visando o cálculo de Indicador de Estado para o sistema de monitoramento RADAR BIG. O imposex consiste no desenvolvimento de caracteres sexuais masculinos em fêmeas da espécie citada, geralmente causado por contaminação por metais pesados associados à por poluentes organoestânicos como o Tributilestanho (TBT) e o Trifenilestanho (TPT), utilizados em tintas anti-incrustantes para cascos de embarcações. Coletas e organização dos dados brutos efetuados pela Equipe CEBIO/UERJ.

  • Categories  

    Mensura a abundância relativa dos organismos zooplanctônicos da Classe Copepoda em estágio adulto visando avaliar, juntamente com outros indicadores, a qualidade do ambiente marinho ao longo do tempo. Os copépodes representam o principal grupo em termos de diversidade e abundância do zooplâncton em ambientes marinhos, sendo importantes na cadeia trófica marinha, uma vez que representam o elo no fluxo de energia entre a produção primária (fitoplâncton) e organismos maiores. Por possuírem um ciclo de vida curto, os copépodos refletem rapidamente mudanças provenientes de ação antrópica. Coletas e organização dos dados brutos efetuados pela Equipe CEBIO/UERJ.

  • Categories  

    Esta camada contempla as Usinas Termelétricas presentes no cadastro da ANEEL no território do Rio de Janeiro.

  • Categories  

    Esta camada contempla as Usinas Hidrelétricas presentes no cadastro da ANEEL no território do Rio de Janeiro.

  • Categories  

    Esta camada contempla as Usinas Eólicas presentes no cadastro da ANEEL no território do Rio de Janeiro.

  • Categories  

    O trabalho desenvolvido para cada bioma contou com a execução de diferentes parceiros técnicos selecionados, por meio de edital público, entre instituições de ensino e pesquisa, e organizações não governamentais. E estes processos foram apoiados por diferentes projetos e utilizaram diferentes fontes de financiamento. Em todos os Biomas, foi utilizada a metodologia aprovada pela CONABIO por meio da Deliberação CONABIO nº 39 de 14/12/2005, e baseou-se na utilização do software Marxan, e na integração de atividades de modelagem computacional, com a validação da informação gerada por especialistas de diferentes setores e regiões dos biomas. Um total de quatro oficinas foram organizadas, para cada um dos processos desenvolvidos por bioma, sendo coordenadas conjuntamente pela equipe do MMA e da instituição executora: 1 - Oficina de Alvos e Metas de Conservação; 2 - Oficina de Custos, 3 – Oficina de Oportunidades e 4 – Oficina Final de Seleção das Áreas e Recomendação das Ações. Cada oficina é precedida do envio aos especialistas dos resultados dos estudos computacionais, que durante os eventos são validados e ou complementados, quando for o caso, com informações oriundas de conhecimento técnico e observacional dos participantes. Os resultados obtidos para cada um dos biomas são sistematizados em um único mapa (pdf e shapefiles) e em fichas descritivas das áreas com suas ações recomendadas, além da informação de importância biológica e prioridade de ação. O processo da 2ª atualização das áreas prioritárias para conservação da Zona Costeira e Marinha iniciou-se em 2014 e foi concluído em 2018, e contou com várias reuniões técnicas temáticas, com a participação de pesquisadores, gestores de órgãos governamentais municipais, estaduais e federais, organização da sociedade civil, setores econômicos e representantes de diversas instituições. Foi coordenado pelo MMA, com o apoio técnico do consórcio formado pela Conservação Internacional e o WWF-Brasil, contratado por meio de edital público com recursos do Projeto GEF Mar.