From 1 - 10 / 47
  • Categories  

    Mapa exibindo a centralidade e ligações das redes de televisão aberta. O mapa representa as Cidades classificadas de acordo com a centralidade das redes de televisão aberta e as áreas de cobertura das emissoras consideradas na pesquisa O mapa representa as Cidades classificadas de acordo com a centralidade das redes de televisão aberta e as áreas de cobertura das emissoras consideradas na pesquisa Periodicidade Decenal IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia, Regiões de Influência das Cidades, 2018; Comercial Record TV, 2018; Fundação Padre Anchieta, 2018; Negócios Globo, 2018; SBT, 2018.

  • Categories  

    O Atlas Geográfico Escolar Digital apresenta, além de mapas do Brasil e do Mundo, ilustrações animadas sobre temas relacionados à Geografia e à Cartografia. Mapa do mundo contendo informação da produção mundial de gás natural - 2010

  • Categories  

    Tempo de deslocamento para o trabalho – deslocamento de pessoas com rendimento de três salários mínimos 2010 "O tempo de deslocamento para trabalho é uma pesquisa feita no Censo, no âmbito da O tempo de deslocamento para o trabalho superior a uma hora não é dominante nos municípios brasileiros. Em 61,74% dos municípios, há um percentual pequeno, de até 5,00%, da população gastando mais de uma hora para se deslocar para o trabalho. Mas é preciso notar que este é o padrão que ocorre no entorno das grandes concentrações de população urbana. O mapa mostra que a ocorrência desses deslocamentos é mais significativa em algumas regiões Metropolitanas, tais como: do Distrito Federal, do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Curitiba de Belo Horizonte e de Porto Alegre. Nestas áreas há índices de até 53% da população que se desloca para o trabalho gastando mais de uma hora neste deslocamento. Portanto, este é um problema típico das áreas de concentração urbana do Brasil. Há uma baixa ocorrência no território brasileiro entre aqueles que gastam mais de uma hora para se deslocar para o trabalho, sendo essa ocorrência ainda menor entre aqueles que ganham mais de três salários mínimos, com observações de até 5,00% em 96,47%, isto em 5.369 dos municípios brasileiros. Meta correspondente do ODS 11: 11.2 - até 2030, proporcionar o acesso a sistemas de transporte seguros, acessíveis, sustentáveis e a preço acessível para todos, melhorando a segurança rodoviária por meio da expansão dos transportes públicos, com especial atenção para as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade, mulheres, crianças, pessoas com deficiência e idosos. Censo 2010. Nível municipal. Número de pessoas" deslocamento Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010. Malha Municipal 2010

  • Categories  

    "Mapa exibindo a centralidade e ligações para aquisição de maquinário e implementos para produção agropecuária. Simbologia: pontos proporcionais ao Índice de Atração Agropecuária para aquisição de maquinários e implementos apresentado por cada cidade e linhas indicando as ordens de frequência de cada ligação nesta temática. O Índice de Atração Agropecuária é calculado a partir do valor da produção agropecuária nos municípios entrevistados e o percentual indicado para cada cidade de destino, representando valores comparativos da atração exercida entre as cidades brasileiras para cada tema. Ordens de frequência: as ligações de primeira ordem contemplam o principal destino e todos indicados com percentuais até 5% inferiores ao mais frequente; segunda ordem estão entre 5 e 10% e terceira ordem entre 10 e 15%. Todas as cidades que responderam ao questionário possuem pelo menos uma ligação de primeira ordem, correspondente ao destino principal; as demais ordens apenas são representadas na medida em que outros destinos alcancem os intervalos percentuais estabelecidos. Apenas se visualizam as ligações que não são citação da própria cidade, contabilizadas para o Índice de Atração Agropecuária, mas não representadas como ordem de frequência. Periodicidade Decenal IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia, Regiões de Influência das Cidades, 2018."

  • Categories  

    Patrimônio material tombado por município em 2015 "O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) classifica os patrimônios materiais em bens imóveis e bem móveis. Os bens imóveis compreendem elementos como conjuntos urbanos, edificações, sítios arqueológicos, paisagens, terreiros e patrimônios naturais, entre outros; já os bens móveis incluem acervos museológicos, coleções arqueológicas, embarcações, documentos audiovisuais, bibliográficos, fotográficos etc. Os bens materiais tombados estão divididos em quatro Livros do Tombo: arqueológico, paisagístico e etnográfico; histórico; belas artes; e o das artes aplicadas. As edificações e conjuntos urbanos históricos são a base do Patrimônio Cultural Brasileiro, segundo o IPHAN, por serem marcas do processo de formação e ocupação do território do país. No mapa é possível perceber que há bens tombados em todas as regiões do país, concentrando-se na Região Sudeste. Pode-se observar, ainda, a grande quantidade de bens tombados no estado de Minas Gerais, muitos correspondentes às cidades históricas datadas do período de exploração do ouro, e no estado do Rio de Janeiro. Merecem destaque os municípios do Rio de Janeiro e de Salvador, na Bahia, antigas capitais nacionais, que abrigam diversos conjuntos arquitetônicos importantes do país. Entre os bens tomados, há dois que pertencem simultaneamente a mais de um município. Um deles é o saveiro de vela de içar, bem móvel de nome Sombra da Lua, que pertence ao Recôncavo Baiano, na Bahia; o segundo corresponde aos lugares indígenas sagrados, Kamukuwaká e Sagihenku, localizados entre os municípios de Campinápolis, Gaúcha do Norte e Paranatinga, no estado do Mato Grosso. Meta correspondente do ODS 11: 11.4 - fortalecer esforços para proteger e salvaguardar o patrimônio cultural e natural do mundo. Número de itens tombados. Dados municipais de 2015" Patrimônio material Fonte: Lista de Bens Tombados e Processos em Andamento (1938-2016). Bens Tombados. IPHAN, 2016. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/2016-11-25_Lista_Bens_Tombados.pdf>. Acesso em: 2 mar. 2017." Malha Municipal 2013

  • Categories  

    Percentual da população que se desloca para o trabalho gastando até 30 minutos, por município em 2010 "O tempo de deslocamento para o trabalho é informado no âmbito da pesquisa de deslocamento da Amostra do Censo 2010. Entre aqueles municípios onde se gastava menos de meia hora de deslocamento, observa-se que os municípios do interior de Mato Grosso, Rondônia e Goiás foram os que mais se destacaram, com mais de 85% da sua população chegando mais rápido ao emprego. Outras duas áreas que também chamam a atenção são as porções leste dos estados da Grande Região Sul e o interior do Ceará, do Rio Grande do Norte, e da Paraíba, notadamente todos na Grande Região Nordeste. Também é possível perceber que nas áreas mais densamente ocupadas, há menores percentuais da população cujo deslocamento foi inferior a 30 minutos. Meta correspondente do ODS 11: 11.2 - até 2030, proporcionar o acesso a sistemas de transporte seguros, acessíveis, sustentáveis e a preço acessível para todos, melhorando a segurança rodoviária por meio da expansão dos transportes públicos, com especial atenção para as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade, mulheres, crianças, pessoas com deficiência e idosos. . Dados de amostra. Censo 2010. Nível municipal. Número de pessoas" deslocamento Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010. Malha Municipal 2010

  • Categories  

    Mapa exibindo a diversidade das atividades de comércio nas cidades. São mapeados as cidades de acordo com a sua diversidade de comércio, a partir da base de dados do CEMPRE - Cadastro Central de Empresas, produzindo a variável Índice de Diversidade das Atividades de Comércio 2016. Cidades, para a REGIC 2018, são os arranjos populacionais considerados na análise ou os municípios isolados que não configuram arranjo. Os índices de diversidade comercial foram classificados em grupos de 25 %, sendo a classe superior ajustada em outras duas classes para que a simbologia realçasse as principais cidades e os valores máximos. Também optou-se por não exibir a classe inferior a fim de melhorar a visulaização dos resultados plotados no mapa. IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação de Metodologia das Estatísticas de Empresas, Cadastro Central de Empresas, 2016; IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia, Regiões de Influências das Cidades, 2018.

  • Categories  

    Mapa exibindo a centralidade no ensino de pós-graduação A centralidade do ensino superior de pós-graduação é calculada a partir da combinação entre o tamanho do setor (considerado pelo número de matriculados) e sua diversidade (por sua vez uma combinação entre o número de tipos de cursos presentes e o número de áreas gerais dos cursos nas universidades). O nível 1 representa a centralidade máxima, com maior número de matriculados e alta diversidade de cursos. Por outro lado, o nível 7 representa as cidades com pequeno número de matriculados e diversidade mínima de cursos. Levou-se em consideração apenas os cursos de pós-graduação que obtiveram notas 6 ou 7 na CAPES. Periodicidade Decenal Censo da educação superior 2015. Brasília, DF: INEP, 2016. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/microdados. Acesso em: set./2017.

  • Categories  

    Mapa exibindo a distribuição dos níveis de centralidade em Gestão do Território no Território Nacional. Para cada Cidade foi calculado o Índice de Centralidade de Gestão do Terrótio (CGT), defido da seguinte forma: CGTj = log CGPj+ log CIj onde CGTj é a Centralidade de Gestão do Território da Cidade j; CGPj é a Centralidade de Gestão Pública da Cidade j; e CIj é o Coeficiente de Intensidade da Gestão Empresarial da Cidade j. Em seguida, as Cidades foram divididas em cinco níveis pelo método de intervalos iguais. Os níveis de centralidade de gestão do território revelam a capacidade de comando e articulação territorial que a Cidade exerce por meio da relação entre sedes de instituições públicas e suas unidades descentralizadas e das relações entre sedes e filiais de empresas privadas. Periodicidade Decenal IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia, Regiões de Influência das Cidades, 2018.

  • Categories  

    O Atlas Geográfico Escolar Digital apresenta, além de mapas do Brasil e do Mundo, ilustrações animadas sobre temas relacionados à Geografia e à Cartografia. Mapa contendo informação da produção mundial de petróleo - 2010 e dos maiores produtores mundiais - 2008.