From 1 - 2 / 2
  • Categories  

    O mapa das áreas prioritárias para restauração ocorreu a partir da revisão do mapeamento do uso do solo e cobertura florestal do Estado do Rio de Janeiro para o ano de 2015, que revisou a classe afloramento. Para esta análise, foram consideradas as feições erosivas e paredões rochosos, identificados nas Cartas de Suscetibilidade a Movimentos Gravitacionais de Massa e Inundações - Rio de Janeiro, escala 1:100.000 (CPRM, 2015). As classes temáticas identificadas no mapeamento da CPRM foram unidas ao Mapa de Uso do Solo e Cobertura Florestal elaborado pelo INEA, escala 1:100.000, para o ano de 2015. As feições identificadas pela CPRM indicando afloramento rochoso, muitas vezes, encontravam-se cobertas por vegetação rasteira, demanandando edição manual e visual utilizando imagens do satélite LANDSAT 8 para o ano de 2015.A partir deste processamento, realizado no software ARCGIS 10.4, o mapa de uso do solo foi reclassificado, demandando assim nova análise do mapa de áreas prioritárias para restauração. Foi realizada a sobreposição entre os dois mapas, e a partir da retirada da classe afloramento rochoso, foram excluídas ou inseridas no mapa resultante as novas áreas para restauração florestal. Dicionário de Atributos: CLASSE_ - Nível de prioridade para Restauração Florestal AREA_HA - Dimensão das Áreas Prioritárias para Restauração Florestal em hectares

  • Categories  

    Áreas de intervenção do Programa de Incentivos à Recuperação de Matas Ciliares e à Recomposição de Vegetação nas Bacias Formadoras de Mananciais de Água - Programa Mata Ciliar (criado em 2014, transformado em Programa Nascentes em 2015). A área de abrangência prioritária definidas no Programa de Incentivos à Recuperação de Matas Ciliares e à Recomposição de Vegetação nas Bacias Formadoras de Mananciais de Água - Programa Mata Ciliar, estabelecidas no Decreto nº 60.521, de junho de 2014 e na Resolução Conjunta SMA/SSRH Nº 001, de 05 de junho de 2014.,