From 1 - 10 / 12
  • Categories  

    Indicadores de IMPACTO (Impactos na saúde humana e nos ecossistemas, em face da situação dos recursos hídricos na bacia). Agregados de 2008 a 2014.

  • Categories  

    Indicadores de ESTADO (situação dos recursos hídricos na bacia, em termos de qualidade e quantidade). Agregados de 2009 a 2014.

  • Categories  

    Indicadores de FORÇA-MOTRIZ (atividades humanas que geram pressões sobre os recursos hídricos da bacia). Agregados de 2008 a 2014.

  • Categories  

    Descrição: Indicadores de PRESSÃO (ações diretas sobre os recursos hídricos, resultantes das atividades humanas desenvolvidas na bacia). Agregados de 2009 a 2014.

  • Categories  

    Indicadores de RESPOSTA (ações da sociedade, em face da situação dos recursos hídricos na bacia). Agregados de 2009 a 2014.

  • Categories  

    Nos mapas e tabelas são apresentados e disponibilizados indicadores de qualidade de água medidos entre 2001 e 2017 (Oxigênio Dissolvido, Fósforo Total, Demanda Bioquímica de Oxigênio, Turbidez e E. coli), fornecidos pelas entidades que operam redes de monitoramento nas Unidades da Federação (UFs). Para cada indicador, os pontos de monitoramento são representados pela média do último ano da série amostral, pela média de toda a série disponível na base de dados da ANA e pelas estatísticas anuais ao longo da série de dados.

  • Categories  

    O Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) sintetiza a situação de cada município no que diz respeito as dimensões riqueza, escolaridade e longevidade em 2010, e quando combinados geram uma tipologia que classifica os municípios do Estado de São Paulo em cinco grupos: Grupo 1: Municípios que se caracterizam por um nível elevado de riqueza com bons níveis nos indicadores sociais; Grupo 2: Municípios que, embora com níveis de riqueza elevados, não são capazes de atingir bons indicadores sociais; Grupo 3: Municípios com nível de riqueza baixo, mas com bons indicadores sociais; Grupo 4: Municípios que apresentam baixos níveis de riqueza e níveis intermediários de longevidade e/ou escolaridade; Grupo 5: Municípios mais desfavorecidos do Estado, tanto em riqueza como nos indicadores sociais.

  • Categories  

    O Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) sintetiza a situação de cada município no que diz respeito as dimensões riqueza, escolaridade e longevidade em 2008, e quando combinados geram uma tipologia que classifica os municípios do Estado de São Paulo em cinco grupos: Grupo 1: Municípios que se caracterizam por um nível elevado de riqueza com bons níveis nos indicadores sociais; Grupo 2: Municípios que, embora com níveis de riqueza elevados, não são capazes de atingir bons indicadores sociais; Grupo 3: Municípios com nível de riqueza baixo, mas com bons indicadores sociais; Grupo 4: Municípios que apresentam baixos níveis de riqueza e níveis intermediários de longevidade e/ou escolaridade; Grupo 5: Municípios mais desfavorecidos do Estado, tanto em riqueza como nos indicadores sociais.

  • Categories  

    O Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) sintetiza a situação de cada município no que diz respeito às dimensões riqueza, escolaridade e longevidade em 2018 e, quando combinados, geram uma tipologia que classifica os municípios do estado de São Paulo em cinco grupos: Grupo dos Dinâmicos: municípios que apresentaram níveis altos de riqueza e níveis altos e/ou médios de longevidade e escolaridade; Grupo dos Desiguais: municípios que apresentaram níveis altos de riqueza, mas com nível baixo de longevidade e/ou de escolaridade; Grupo dos Equitativos: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza e níveis altos e/ou médios de longevidade e escolaridade; Grupo dos em Transição: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza e nível baixo de longevidade ou de escolaridade; Grupo dos Vulneráveis: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza, de longevidade e de escolaridade. Em 2019, na 10ª edição do indicador, por conta de mudanças metodológicas, foi divulgada uma nova série (2014 recalculado, 2016 e 2018).

  • Categories  

    O Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) sintetiza a situação de cada município no que diz respeito às dimensões riqueza, escolaridade e longevidade em 2016 e, quando combinados, geram uma tipologia que classifica os municípios do estado de São Paulo em cinco grupos: Grupo dos Dinâmicos: municípios que apresentaram níveis altos de riqueza e níveis altos e/ou médios de longevidade e escolaridade; Grupo dos Desiguais: municípios que apresentaram níveis altos de riqueza, mas com nível baixo de longevidade e/ou de escolaridade; Grupo dos Equitativos: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza e níveis altos e/ou médios de longevidade e escolaridade; Grupo dos em Transição: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza e nível baixo de longevidade ou de escolaridade; Grupo dos Vulneráveis: municípios que apresentaram níveis baixos de riqueza, de longevidade e de escolaridade. Em 2019, na 10ª edição do indicador, por conta de mudanças metodológicas, foi divulgada uma nova série (2014 recalculado, 2016 e 2018).